• YouTube
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • LinkedIn

© Desde 2016. O Poder da Colaboração.

Todos os direitos reservados.

Feito pra você com amor! <3

Quer mudar o mundo com a gente?

Fique atento aos próximos eventos.

Inscreva-se para receber nossa News, Pílulas da Nova Economia!

opoderdacolaboracao@gmail.com

Please reload

Artigos

O Poder da Colaboração Portugal - Um resumo colaborativo

21/11/2018

 

A PRIMEIRA EDIÇÃO INTERNACIONAL A GENTE NUNCA ESQUECE!

 

" Olá pessoas mais que queridas. Espero que este recado os encontre bem.

Como falamos criei esse grupo para conectar vocês que são incríveis e que moram super perto para que possamos pensar juntos em fazer um mini OPDC (O Poder da Colaboração) em Porto / Vila Nova de Gaia. Falei com cada um de vocês separadamente, mas cá estou para co-criarmos juntos a possibilidade de fazermos algo enquanto eu estiver aí no mês que vem….. Basicamente esses são os 4 passos principais……Bom...coloquei aqui coisas bem práticas pois como temos pouco tempo precisamos avaliar a possibilidade de isso acontecer né? Ver o trabalho que possivelmente dará….. se vocês teriam tempo para se dedicarem a isso…. essas coisas….”

 

Este foi o início da conversa a 23 de outubro de 2018, num grupo de WhatsApp

que Izabella Ceccato criou, integrando na conversa Filipe Jeremias, Solange Melo e Francisca Silva.

 

Reunimos de forma virtual, através da plataforma Zoom, a 29 de outubro pelas 19h30 de Portugal. Nesse encontro foi definido um plano de ação. Avançamos com a data de 10 de novembro de 2018 - sábado, para a realização desta edição Pocket. Era necessário escolher 10 pessoas incríveis que estivessem disponíveis e dispostas a partilhar o seu momento de vida, os seus projetos, o que fazem. Era importante garantir que daríamos voz, a vozes menos conhecidas, integrando sobretudo, pessoas da comunidade de Arcozelo. Teríamos igualmente de garantir um conjunto de apoiantes para o nosso happy hour, um espaço que recebesse a iniciativa e o mais difícil, divulgar este nosso evento. Teríamos apenas 11 dias para que tudo corresse certo, ou não.

 

“Se é para dar certo, vai dar certo” - parafraseava Izabella.

Marcamos vários check-points o primeiro, o principal de todos - “Se até 02 de novembro conseguíssemos o espaço e pelo menos 6 palestrantes”, avançaríamos com a iniciativa.

 

Tudo correu certo. Nunca perdemos o foco. Dialogamos imenso. Criamos uma pasta partilhada na dropbox, um documento partilhado e colaborativo na drive. Sempre tivemos autonomia suficiente para avançarmos no caminho. Partilhamos as decisões individuais que se transformavam em decisões coletivas. O objetivo era comum, por isso assumimos responsabilidade individual, sem nunca deixar para trás a intenção coletiva.

 

O evento começava a ganhar forma. Entre informações partilhadas com os palestrantes, o retorno que lhes era pedido, ao trabalho cooperativo com o designer no Brasil, a montagem das peças de comunicação, a divulgação, os tempos iam passando, e nós co-organizadores, revelávamos a criança dentro de nós. O miudinho anseio de chegar o dia era evidente. As pessoas começavam a dar feedback à divulgação que estava a ser feita. Se é verdade que inicialmente receamos a pouca adesão ao evento sobre vários motivos, as inscrições que iam acontecendo levavam-nos a acreditar que o evento seria um verdadeiro sucesso.

 

Pelas 10h35 minutos do dia 29 de outubro de 2018, era enviado um pedido formal para a cedência do Salão Nobre da Junta de Freguesia de Arcozelo. Pelas 18h recebíamos uma chamada a confirmar a disponibilidade de cedência. No âmbito deste apoio, o Salão Nobre da Junta de Freguesia de Arcozelo - Vila Nova de Gaia, recebeu no passado dia 10 de novembro de 2018, a edição Pocket de O Poder da Colaboração em Portugal. As cadeiras disponíveis não foram suficientes para o número de participantes. Foram perto de 70 pessoas que aderiram ao nosso convite.

 

A todos e todas, a organização felicita o seu apoio e presença. Sem estas pessoas não teria sido possível um evento de grande valor para a comunidade de Arcozelo. Deu-se bons indicadores ser possível amplificarmos o evento. Deu-se indicadores claros que novos modos de pensar e agir estão e são emergentes. Tivemos indicadores importantes que o poder da comunidade ganha escala quando se foca mais nos denominadores comuns, do que nas diferenças que separem as pessoas.

 

Sábado foi um dia para lá do especial. Os nossos corações transbordaram de alegria e esperança pela oportunidade única de realizarmos um Poder da Colaboração em Portugal, e disseminarmos iniciativas maravilhosas que estão a transformar o mundo.

Foi emocionante, potente e magnífico.

 

Com esta co-realização iniciamos mais um capítulo na história para trazer o rico intercâmbio entre projetos do Brasil e Portugal e trocarmos ainda mais, potencializando o impacto e a nova economia. Iniciamos mais um capítulo de colaboração em que o Oceano é algo que nos une, em vez de ser algo que nos separa.

 

Nunca é demais deixar a nossa gratidão às equipas que se constituíram, aos palestrantes, aos apoiantes, aos participantes. Como se diz na gíria portuguesa, foi brutal, fixe, foi inesquecível. Já estamos a torcer para que uma nova edição aconteça em breve, pois a opinião de quem vê de fora e pode comparar, diz que os portugueses são realmente cativantes.

 

“Juntos é mais poderoso e muito mais legal". - Izabella

 

Os co-organizadores - Filipe Jeremias (Projeto RAD), Izabella Ceccato (O Poder da Colaboração, Solange Melo, Francisca Silva e Sílvia Medeiros (Brasil360)

 

 

ACREDITAS? CORRE ATRÁS

 

“ Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena

Acreditar no sonho que se tem

Ou que os seus planos nunca vão dar certo

Ou que você nunca vai ser alguém

Quem acredita sempre alcança”

Renato Russo, compositor e cantor brasileiro

 

Esses versos dizem muito mais o que nos vai na alma muito mais do que a nossa capacidade de expressão. Para a Solange colaborar é evoluir, é ser mais e melhor, é desapegar do individual e apegar-se ao coletivo. Cada vez mais acredita na força da boa vontade quando estimulada, partilhada, apoiada.

 

Solange Melo e a Francisca Silva, estiveram no evento GOVINT (Edição 2018) em Lisboa, a participar como convidadas no workshop IV - Eu conto! Experiências e percepções sobre o trabalho e o desemprego na primeira pessoa, motivado pela experiência do trabalho que tinham vindo a desenvolver como animadoras voluntárias no Projeto GEPE, do IPAVE, voltado para desempregados.

 

Quando saíram da sala decidiram assistir a apresentação de uma brasileira chamada Izabella Ceccato com um projeto de nome interessante: O Poder da Colaboração. E não é que foi mesmo interessante? A sala estava cheia e ficaram de pé para ver se a viam para se aproximarem o mais rapidamente possível a fim de cumprimentá-la e declarar as suas intenções em conhecer mais o projeto. Alguém se adiantou. Foi uma correria conseguir chegar até ela.

 

Desafio superado (já um prenúncio do modus operandi de projetos futuros?), conseguiram se apresentar, a empatia foi mútua e ainda tiveram oportunidade de combinar um encontro com ela e o seu marido, pelo Porto.

 

Filipe Jeremias, esteve inscrito neste mesmo evento, mas por impossibilidade de agenda, não foi possível estar presencialmente presente.

Contatou Izabella por facebook e email, obteve resposta imediata e também agendaram um encontro na sua vinda ao norte, que curiosamente seria no dia em que Francisca e Solange se encontraram com Izabella.

 

Desde então ninguém mais perdeu o contato, e foi com agradável surpresa que receberam o seu convite para realizar o Pocket do Poder da Colaboração em Portugal, esse projeto que teve tanto de empenho, como de paixão e bons desafios.

 

O Filipe Jeremias é apresentado à Solange e Francisca quase um ano depois do GOVINT. Como o universo é um eterno conspirador, existiu empatia e química entre as pessoas, e ficou validada a equipa organizadora do evento (Brasil 360, Projeto RAD e Poder da Colaboração). Equipe TOP! Cada um com competências fantásticas, que se complementam numa sintonia de orquestra. Foi um encontro de ideias, valores, formas de estar, de ser e de doar.

 

Francisca Silva refere que “a palavra comove. O exemplo arrasta.”

É assim que começa a descrever o impacto da Edição Pocket de O Poder da Colaboração em Portugal. Nada mais fascinante do que ser surpreendido por pessoas, ideias e projetos que estão a transformar vidas e, ao mesmo tempo, inspirando outros/as a iniciar o processo de mudança com confiança e entusiasmo.

 

A atitude também é a palavra chave para quem quer fazer a diferença e, de alguma forma, cooperar para um mundo melhor. E foi isso que se sentiu com cada projeto/ideias presentes no evento.

 

Com a colaboração é possível chegar mais longe, conhecer mais ideias e pessoas que inspiram, perceber que o resultado final é sempre mais gratificante do que trabalhar de forma individual e, por fim, sentir que o sorriso e a satisfação que se leva para casa e para o trabalho ficam mais fortalecidos todos os dias.

 

Foi um encontro de ideias, valores, formas de estar, de ser e de doar.

 

Solange Melo refere ter gostado imenso de trabalhar com toda a equipa, até com quem não teve oportunidade de conhecer pessoalmente (parceiros e parceiras do Brasil e de Portugal que apoiaram das mais variadas formas na logística e afins). Pelo que viu, sentiu e ouviu durante o evento, diz ter valido a pena todo o empenho e amor que colocaram para promover o encontro de todos os que compareceram com aquelas pessoas maravilhosas e os seus projetos inspiradores, pois foi emanada uma energia sensibilizadora propícia para um networking e para alargar o espaço de divulgação através dos meios disponibilizados. “Creio que é esse o caminho da colaboração: pensar, agir, partilhar.”

 

“Quando se aprende a amar, o mundo passa a ser seu.” Renato Russo

 

Bem hajam.

Até breve.

Izabella, Filipe, Solange e Francisca

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Blog O Poder da Colaboração