Blog O Poder da Colaboração

As 10 soluções mais inovadoras de 2021 para a implementação da agenda 2030 no Brasil


Olha que iniciativa essencial para o mundo!


Nossa fundadora Izabella Ceccato e a Juliana Furlaneto tem a honra de atuarem pelo segundo ano consecutivo, como facilitadoras e consultoras compondo a coordenação geral da III Chamada Pública por soluções inovadoras, uma iniciativa do  GT Agenda 2030 e Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS).


E essa semana, elas reuniram para uma conversa inicial, representantes das 10 soluções vencedoras e  as mais inovadoras para implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Brasil em 2021. Nesse encontro, apresentaram o cronograma das próximas ações e as soluções puderam apresentar brevemente seus projeto. 




Abaixo tem mais informações e a lista das dez soluções vencedoras.


Alimentação e saúde para o bem viver – Desenvolvida pelo Instituto Mãe Terra, realiza ações coordenadas de segurança alimentar e nutricional junto a povos e comunidades tradicionais do Sul da Bahia. A ideia é sensibilizar quanto à relevância da produção e consumo de produtos da sociobiodiversidade local e de plantas alimentícias não convencionais, por meio de assistência técnica humanizada.


Centro Comunitário Sustentável – Projeto da ONG Um Teto Para Meu País, tem como foco os temas de formação comunitária, segurança alimentar e acesso à água em Ribeirão Preto (SP), com os projetos de sede para capacitação e organização comunitária; horta comunitária; sistema de captação de águas pluviais; banheiro; e rede de esgoto setorizada.


Co-criação de tecnologias para a agricultura familiar – Iniciativa do Núcleo de Agroecologia da Universidade de Brasília que busca fortalecer a inovação com autonomia e soberania dos/as agricultores/as, favorecendo práticas de uma agricultura sustentável com aumento da produtividade e inserção mercadológica.


Escola Itinerante de Agroecologia – Projeto em execução em Careiro (AM) pela Casa do Rio e tem como objetivo oferecer cursos e assessoria técnica em sistemas de produção agroflorestais. Visa à produção de alimentos saudáveis, garantia da segurança alimentar, ampliação da renda familiar e melhoria da qualidade de vida de pequenos/as agricultores/as familiares, com recuperação de áreas degradadas e redução do desmatamento.


Fábrica Social – Iniciativa do Instituto Iti, viabiliza a produção de máscaras hospitalares e de uso social em Itabira (MG) e cidades vizinhas. 50 mulheres em situação de vulnerabilidade social foram qualificadas no ofício de costura, recebendo um salário e ajuda de custo pelo trabalho desenvolvido.


Fossas Sépticas Ecológicas – Desenvolvidas pela Fundação Odebrecht em diversos municípios do Sul da Bahia, seguem um modelo de saneamento rural inovador, de baixo custo e fácil instalação. A ideia é sanar o déficit de saneamento na região, onde 50% dos habitantes estão no campo e é comum o lançamento superficial do esgoto in natura.


Modelos de negócio de empreendimentos econômicos solidários geridos por mulheres – Desenvolvidos pelo Núcleo de Inovação Tecnológica da Universidade de Brasília, são organizados por mulheres em situação de vulnerabilidade social do Distrito Federal e entorno, promovendo geração de renda e trabalho.


Observatório dos Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina – Criado pela Fundação Oswaldo Cruz, reúne três grupos de populações tradicionais (quilombolas, guaranis e caiçaras) dos municípios de Paraty e Angra dos Reis (RJ) e Ubatuba (SP) para o desenvolvimento de soluções territorializadas, baseadas na ecologia de saberes visando à garantia de direitos.


Projeto Médicos de Rua – Da Associação Médicos do Mundo, cuida da saúde de grupos vulneráveis, como moradores de rua, LGBTQI+ e mulheres vítimas de violência e seus animais. A ideia é devolver a saúde, o bem-estar, a dignidade e a esperança a essas pessoas, por meio da entrega de kits de higiene e marmita, atendimento médico e exames, psicólogos/as, assistentes sociais, serviços veterinários e até advogados/as.


Selo Social – Programa de Territorialização e Fortalecimento dos ODS – Desenvolvido pela Associação Instituto Selo Social, possibilita o desenvolvimento local ao mobilizar e integrar empresas, órgãos públicos e organizações da sociedade civil em prol do bem comum. O processo inclui treinamento e qualificação para o desenvolvimento de projetos sociais alinhados aos ODS, que ao final são certificados.


E já estamos em contagem regressiva para a realização do III Seminário de Soluções Inovadoras nos dias 16 e 17 de junho e será imperdível!



#SolucoesInovadoras #DesenvolvimentoSustentavel #SociedadeCivil #naodeixeninguemparatras #ODS #agenda2030 #colaboracao #izabellaceccato #somoscolaboracao #opoderdacolaboracao

Artigos